O Movimento #MenteEmFoco convida empresas e organizações brasileiras a reconhecer a importância da saúde mental no ambiente de trabalho e a agir em benefício de seus colaboradores, e da sociedade como um todo, para combater o estigma e o preconceito social ao redor do tema.

 

Até então estigmatizado e encarado como um tabu por muitas pessoas, a importância da saúde mental ganhou projeção com a pandemia da Covid-19 e trouxe para os holofotes discussões sobre o assunto. A Organização Mundial da Saúde estima que a depressão e a ansiedade custam à economia US$ 1 trilhão ao ano em perda de produtividade. Em um cenário brasileiro, os transtornos comportamentais e de saúde mental já são a terceira causa de afastamento de trabalhadores de seus postos de trabalho, de acordo com informações da Secretaria de Previdência, vinculada ao Ministério da Economia.


Quero mais informações sobre o Movimento!

Parceiros

O Movimento #MenteEmFoco é uma iniciativa da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, idealizado pela InPress Porter Novelli, e com o endosso da Sociedade Brasileira de Psicologia. O projeto convida empresas a se comprometerem com atitudes concretas para a promoção da saúde mental.


Qual o papel das organizações?

Quais ações as empresas podem realizar para garantir a saúde mental de seus colaboradores?

 

As empresas que se tornarem signatárias do Movimento firmam o compromisso de:

  • Ter um profissional de referência para aconselhamento e atendimento;


  • Oferecer orientação e manejo de crises;


  • Garantir a avaliação permanente dos colaboradores;


  • Manter gestores engajados, com capacitação para atuar em relação ao tema e orientação sobre as melhores condutas, sendo agentes de transformação;


  • Criar um programa antiestigma: promover debates abertos e intervenções em grupo com assuntos que busquem reduzir o estigma relacionado ao sofrimento psíquico, inserindo-o como pauta permanente na organização;


  • Promover ações de incentivo à saúde mental: campanhas e iniciativas para incentivar práticas culturais, esportivas, de nutrição, bem-estar, educação, entre outras, a partir de demandas identificadas.


Quero aderir ao Movimento!